Exercícios Corretivos x Durabilidade

Por Eduardo Brasil

Nos dias atuais, ter uma vida saudável tem sido considerado essencial para a longevidade, e a prática regular de atividades físicas, aliada a uma alimentação adequada pode contribuir de maneira significativa para isso. Na teoria parece bastante simples, basta matricular-se em uma academia, começar uma rotina semanal de exercícios, modificar os hábitos alimentares e viver uma vida saudável. Entretanto, na prática nem sempre é assim.

Nestes nove anos de formado e de vivência esportiva em diversas modalidades, sempre observei uma grande incidência de lesões músculo-esqueléticas (tendinites, contraturas, lombalgias, etc.) em praticantes de exercício físico. Muitas destas lesões aparentemente vêm “do nada”. Quero dizer, pessoas que não se envolveram em algum acidente ou trauma esportivo e se lesionaram com alguma gravidade. Por que essas dores aparecem?

Lesões ou incômodos são apenas sinais fornecidos por nosso corpo de que estamos fazendo algo de errado. Ou seja, como estamos nos movimentando, ou ainda, como estamos descansando e cuidando do corpo de maneira geral. Pensando na origem do problema, acredito que a qualidade dos movimentos que executamos no dia-a-dia (modo de correr, saltar, sentar, levantar, por exemplo), as assimetrias músculo-esqueléticas (um lado do corpo mais “forte” que outro) e os vícios posturais são algumas das possíveis causas dessas lesões.

Falando ainda sobre esta questão, acredito que nos movimentar é algo que começamos a aprender desde o primeiro dia de vida. Mexer os braços, rolar, engatinhar e andar são ações motoras básicas estruturais que desenvolvemos antes do que a fala. Trazendo o assunto para uma realidade mais cotidiana, trabalhar sentado por muitas horas, dirigir por muito tempo ou até mesmo a prática regular de algum esporte prioritariamente unilateral, como o tênis, podem favorecer o desequilíbrio do corpo gerando dor. Resgatar estes movimentos fundamentais pode ser uma excelente ideia para minimizar a incidência de lesões.

ponteVisando otimizar a funcionalidade do corpo, nós da abr utilizamos os exercícios corretivos como ferramenta para atingir este objetivo. Levam esta nomenclatura pois seu principal objetivo é minimizar desequilíbrios músculo-esqueléticos. Tem como importante característica serem executados em mais de um plano e eixo (plano sagital e frontal e eixos ântero-posterior e transversal) de movimento e podem ser inseridos tanto no início, quanto no meio ou fim das sessões de treinamento.

Então, inserir exercícios corretivos na rotina de exercícios vai garantir um corpo mais equilibrado e com melhor funcionamento, aumentando assim sua durabilidade. Você será capaz de realizar a atividade que tanto gosta de maneira mais efetiva, por mais tempo, livre de lesões e colocar em prática o projeto de exercícios físicos regulares. Mas lembre-se: Em primeiro lugar priorizamos a técnica e fluidez do movimento, depois pensamos em aumentar intensidade.

Bons Treinos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s